Tudo junto e misturado

domingo, 11 de outubro de 2009

Com ciúme da Rio 2016, Serra promove campeonato de amarelinha em SP

Do blog Tia Carmela

A escolha do Rio para a sede das olimpíadas trouxe grandes transtornos à “gente bonita” do partido cleptotucano paulista. Já indignados com a vitória da decadente e anti-tucana ex-capital federal, desesperaram-se ao ver o analfabeto sem classe Lula e sua ministra e candidata Dilma aparecerem na televisão dando entrevistas e colhendo os louros. FHC pediu seus sais, Tasso correu para seu jatinho para fazer reuniões com seus parceiros comerciais para tentar lucrar algum, Alvaro Dias e José Agripino olharam-se entre lágrimas e deram-se as mãos buscando consolo mútuo no plenário do Senado.

Mas o Grande Líder da Locomotiva da Nação, o Presidente de Nascença José Serra, resolveu o problema da auto-estima tucana de uma só de suas sábias e corajosas decisões: neste sábado fará anúncio, em cadeia nacional pelo JN, da realização do Primeiro Campeonato Mundial de Amarelinha, em São Paulo.

O Mais Preparado dos Brasileiros demonstrou toda sua capacidade de articulação internacional em uma reunião de emergência com o Comitê de Amarelinha da Lapa, Higienópolis, Tatuapé e Ipiranga (CALAHTI). Os membros do Comitê, consternados com a malaise tucana, aprovaram por unanimidade a promoção do magnífico evento esportivo na Capital de Facto da nação. Foi vital para a decisão o discurso do Presidente do CALAHTI, Roberto Freire, cujo entusiasmo visível foi fortalecido pela oferta de mais uma vaguinha em um conselho de administração de uma estatal paulista.


O Secretário Estadual da Microsoft, Paulo Renato, anunciou imediatamente a contratação de uma associação de educadoras tucanas para a implantação de pistas de amarelinha em todas as escolas do Estado. De acordo com modernos preceitos pedagógicos, a amarelinha proposta pelas educadoras tucanas não tem inferno como ponto de partida e céu como ponto de chegada. Em seu lugar utilizam-se as palavras Brasil e São Paulo, respectivamente.

Questionado sobre o fato de se colocar a amarelinha na parede, o que impede que as crianças pulem, o Secretário disse que as crianças pobres é que são burras por não saber usar o maravilhoso equipamento concebido pelas educadoras tucanas.

A iniciativa do Maior de Todos os Brasileiros contou com imediata adesão mundial. Já anunciaram apoio e participação no evento:

o Federação Venezuelana Antichavista de Amarelinha
o Associação Curitibana de Amarelinha
o Federação de Amarelinha do RS
o Federação de Amarelinha do Jardim Europa
o Federação de Amarelinha de Tegucigalpa
o Confederação Colombiana de Amarelinha
o Clube Paineiras do Morumbi
o Club Athetico Paulistano
Com relação aos investimentos, o Futuro Maior Presidente da Nação informou que na próxima semana serão iniciadas as obras do Estádio Mário Covas de Amarelinha, do Centro Mário Covas de Treinamento de Amarelinha e da Vila Amarelinha Mário Covas. Uma nova rodovia, a Rodovia da Amarelinha Mário Covas será construída ligando as três majestosas instalações. Imediatamente após tomar a decisão, o governador começou a reclamar do governo federal sobre a demora para a liberação dos recursos para a construção.


Mas a grande revelação foi deixada para o final da cerimônia, trazendo clímax e fazendo a platéia exultar com tanta competência: o Economista de Ouro anunciou que o Campeonato Mundial de Amarelinha trará uma inovação: pela primeira vez na história, haverá pedágio na pista de amarelinha. Assim, os atletas participantes deverão, a cada 2 casas da amarelinha, pagar um pedágio de R$ 17,80. A empresa Tejofran já foi contratada para administrar esse pedágio, através de um aditamento do contrato de limpeza do Palácio dos Bandeirantes. O recurso arrecadado com o pedágio será utilizado para financiar a campanha de publicidade para a proibição do filme Salve Geral.

Comentário da Tia Carmela: o Zezinho sempre gostou de amarelinha. Lembro que quando ele era bem menino, na Móoca, ele ficava brincando de amarelinha com a Martinha, filha da dona Rita de Cássia, que era vizinha deles. Ele costumava chamar o Reinaldinho Cabeção, o amiguinho puxa-saco que ele tinha, para brincar com eles. Mas na verdade o Reinaldinho Cabeção mal brincava: a tarefa dele era fazer uma medalha com fita verde-amarela e uma tampinha de garrafa e colocar no peito do Zezinho, dizendo que ele tinha sido campeão, mesmo quando era a Martinha quem ganhava. Depois o Reinaldinho Cabeção escrevia nas paredes da rua: Zezinho, Campeão de Amarelinha.

Pinçado de:
http://byebyeserra.wordpress.com/2009/10/03/com-ciume-da-rio-2016-serra-promove-campeonato-de-amarelinha-em-sp/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

José Serra, os porquinhos e a matemática.

Esses videos mostram como se faz necessário a saída do sapo barbudo analfabeto e ignorante, para a entrada de alguém culto e versado em todos os assuntos.

Arquivo do blog

Contador de visita

Não é novela mas se quiser seguir fique a vontade