Tudo junto e misturado

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Lições da arrecadação

Do Brasil Econômico - Por José Dirceu

Divulgados os números da arrecadação federal em 2009, o panorama desenhado na economia brasileira para 2010 ficou ainda mais promissor.

Afetada diretamente pela crise econômica global, a arrecadação vinha caindo de outubro de 2008 até setembro do ano passado, quando o reaquecimento da economia quebrou a trajetória de queda.

Ao todo, foram arrecadados R$ 710 bilhões em2009, queda de somente 2,96% em relação aos resultados de 2008, sendo que os últimos três meses do ano foram de crescimento do valor arrecadado.

Foram R$ 21,6 bilhões a menos em relação a 2008, valor inferior à renúncia fiscal de R$ 24,9 bilhões apenas para os setores de eletrodomésticos e automobilístico.

O secretário da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, classificou 2009 como um ano de dificuldades na economia, mas com "resultado auspicioso".

Cartaxo tem razão primeiro porque os números apontam para um 2010 de crescimento significativo na arrecadação, já que a previsão é de que a economia brasileira irá crescer, no mínimo, 5% neste ano.

Essa perspectiva permite ao país trabalhar com um aumento das receitas federais, garantindo os recursos não inflacionários que sustentarão as políticas de rigor fiscal e de manutenção das metas de superávit primário.

Mais do que isso: uma arrecadação maior permitirá investimentos importantes para o crescimento sustentável.

Será a partir desses recursos que o governo irá garantir o aprofundamento do PAC, necessário para preparar o país para os próximos anos, melhorando sua infraestrutura, dando solidez a um ciclo de crescimento virtuoso e pavimentando o caminho para sediarmos a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Um cenário que prevê ainda a manutenção das políticas e programas sociais, como o aumento real do salário mínimo e dos benefícios da Previdência, marcas do governo Lula.

Será possível ainda assegurar os recursos para o PAC 2, lançado para ajudar as grandes cidades brasileiras a atacar o problema das enchentes, a partir de obras de infraestrutura, transportes, habitação, saneamento e macro-drenagem.


Pinçado de:
http://www.brasileconomico.com.br/noticias/licoes-da-arrecadacao_75823.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

José Serra, os porquinhos e a matemática.

Esses videos mostram como se faz necessário a saída do sapo barbudo analfabeto e ignorante, para a entrada de alguém culto e versado em todos os assuntos.

Arquivo do blog

Contador de visita

Não é novela mas se quiser seguir fique a vontade