Tudo junto e misturado

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Prestação de serviço à democracia.

A Miriam Leitão em seu blog postou o video com a sua (e do Alexandre Garcia) opinião a respeito do abrigo cedido pelo Brasil ao Presidente deposto através de golpe. Democraticamente havia espaço para comentários a respeito da reportagem, o que sem titubiar fí-lo, indo meu comentário para moderação. Para minha surpresa ao voltar a página para ver se haviam mais comentários descobri que o post continuava sem comentários, pelo jeito a democrácia é algo que as organizações Globo só respeita se estiver alinhado a sua linha de conduta e pensamento.
Mas não tem problema não, como já estou acostumado e cascudo com esse tipo de atitude, sigo em frente e reproduzo aqui nesse humilde espaço a reportagem e o video do PIG para que todos, dentro dos níveis aceitáveis de respeitabilidade possam comentar.
Segue abaixo o meu comentário que não passou pelo moderador, deve ter sido muito ofensivo na avaliação deles.

"Você e o Alexandre Garcia estão de brincadeira, se querem defender o golpe o façam, mas não venham dizer que cláusulas pétreas foram desrespeitadas, pois numa democracia não existe cláusula pétrea que impeça o povo de expressar sua vontade e era essa a proposta, que o povo dissesse sim ou não para uma assembléia legislativa, portanto foi um golpe sim, usando as instituições, mais golpe, sujo e vil, de quem não respeita o povo que é quem verdadeiramente manda numa democracia".

E agora a reportagem, não deixem de comentar.

Miriam Leitão e Alexandre Garcia comentam crise diplomática

Miriam Leitão e Alexandre Garcia comentam a crise diplomática entre Brasil e Honduras, depois que o presidente hondurenho deposto, Manuel Zelaya, retornou ao país e conseguiu asilo na embaixada brasileira.

Veja, em vídeo, o comentários dos colunistas.

Miriam Leitão destaca que o asilo político exige que a pessoa que está sob asilo não tenha nenhuma atividade política. “Quando ele (Manoel Zelayza) usa a palavra abrigo e o Brasil também usa a palavra abrigo, está dando a ele a oportundidade de se comportar dessa forma ambígua, que é tranformar a embaixada no esritório político, e isso não pode acontecer”, afirma.

Alexandre Garcia destaca que o apoio brasileiro a Zelaya é uma grande ‘batata quente’. “Ele não quer ser exilado, não quer ser refugiado, ele quer ser apenas um hóspede que usa a casa do anfitrião para fazer comício”, diz.

2 comentários:

  1. Vi seu comentário no "Conversa Afiada" e vim até aqui. Parabéns pelo blog, gostei muito. Não o conhecia. Até não ia escrever nada pois já está TUDO escrito no seu bog e comentário o qual concordo em gênero e grau. "Você e o Alexandre Garcia estão de brincadeira..." rsrsrsrs Muito bom.
    Abraços
    Paulo - Floripa SC

    ResponderExcluir
  2. Aproveito o espaço para mandar outro comentário que eu postei no "Conversa Afiada" para os seus leitores. Abraços. "PHA, e quanto ao Editorial do Grupo Band a respeito dos novos índices de produtividade no campo? Um horror. Que tal fazer uma matéria COMPLETA dos novos índices? Só tenho alguns dados da Carta Capital (26.08.09): ” Em Sorriso/MT o índice mínimo de produtividade considerado aceitável é de 1,2 mil quilos por hectare. Passará para algo em torno de 2,4 mil quilos por hectare (…). A produtividade média, no ano passado foi de 3.062 quilos por hectare. No caso do arroz produzido no Rio Grande do Sul, na cidade de Uruguaiana, o índice mínimo passará de 3,4 mil quilos por hectare para 5,6 mil quilos – a média registrada em 2008 foi de 8,3 mil quilos por hectare.”
    Abraços
    Dilma 2010

    ResponderExcluir

José Serra, os porquinhos e a matemática.

Esses videos mostram como se faz necessário a saída do sapo barbudo analfabeto e ignorante, para a entrada de alguém culto e versado em todos os assuntos.

Arquivo do blog

Contador de visita

Não é novela mas se quiser seguir fique a vontade